Notícias

ICPLeite/Embrapa O Índice de Custo de Produção de Leite desacelerou em setembro

18, outubro, 2018

Embrapa registrou uma desaceleração no crescimento: 0,68%. O pequeno aumento se deve principalmente a alta do dólar que afetou diretamente o grupo Produção e Compra de Volumosos apresentando maior aumento nos preços, 3,15%.
 
O aumento no barril de petróleo internacional também fez com que Energia e Combustível tivesse um aumento registrado, 0,98%. Já o grupo Qualidade do Leite apresentou também um aumento, todavia, quase insignificante: 0,03%. O que ajudou a segurar o aumento do índice como um todo foi a queda de 0,13% do grupo Concentrado. Porém o maior valor negativo registrado esse mês ficou por conta do grupo Sal Mineral com um negativo de 0,66%. Variou negativamente também Sanidade, -0,15%. O restante dos grupos – Mão de Obra e Reprodução – não apresentaram variação alguma. O resumo dos dados encontra-se na Tabela 1.
 
https://i2.wp.com/www.terraviva.com.br/site/2018/outubro/1010icpleite1.jpg?w=640
 
O ICPLeite/Embrapa acumulou 12,79% de elevação de custos no somatório dos 9 meses até agora de 2018. Todas as variações são positivas em todos os grupos. Energia e Combustível representa a maior soma de altas com 21,90%. Merecem atenção também as altas dos grupos Concentrado e Sal mineral, ambas superiores à do índice, registrando, respectivamente, 19,02% e 14,67%. Qualidade do Leite vem a seguir marcando aumento de 8,77%. Os seguintes, por ordem decrescente são Produção e compra de volumosos, 8,14%, Sanidade 7,33%, Mão de obra 4,36%, e Reprodução, 0,09%. Os dados encontram-se na Tabela 2.
 
https://i2.wp.com/www.terraviva.com.br/site/2018/outubro/1010icpleite1.jpg?w=640
 
Analisando os últimos 12 meses, o custo de produzir leite aumentou em 16,68%. A maior alta agora passa a ser do grupo Energia e combustível, 26,21%. Ainda assim o grupo Concentrado continua figurando entre as maiores variações no período com seus 25,05%. Apenas esses dois que superaram a média do ICPLeite no período apesar de Sal mineral ter ficado muito próximo, 16,18%. Os demais grupos que também registraram elevação abaixo da verificada pelo índice: Produção e compra de volumosos, com alta de 13,92%, Qualidade do leite, 8,75%, Sanidade, 7,71 e Mão de obra 4,36%. Por fim chama atenção Reprodução muito destoante de todos os outros com um leve aumento acumulado em 12 meses de 0,09%. Os dados no acumulado de dozes meses para cada um dos grupos que compõem o índice encontram-se na Tabela 3.
 
Fonte: Terra Viva

Voltar

ABIQ Associação Brasileira das Industrias de Queijo

Praça Dom José Gaspar, Nº 30, 10º andar
01047-901 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3259-9213 / 3259-8266 / 3120-6348