Nutrição e Gastronomia

Médico dos famosos quebra tabus sobre alimentos polêmicos


Foto: Dr. Alfredo Halpern

Endocrinologista do programa Bem-Estar (TV Globo) fala sobre o uso diário do sal e chocolate, liberando o uso moderado.
Você já deve ter ouvido falar do doutor Alfredo Halpern. Ele é famoso por sua "dieta dos pontos" e também por ser um dos endocrinologistas mais queridinhos da imprensa e, claro, dos brasileiros. Atualmente, ele está nas manhãs do programa Bem-Estar, da TV Globo, onde ensina muitos truques e revela boas dicas sobre como ter uma boa qualidade de vida. Já quer a primeira e valiosa recomendação? De acordo com Alfredo, nenhum alimento deve ser proibido na dieta se você tem não tem problemas de saúde, nem o chocolate. Delícia, não acham?

Durante o Fórum da Saúde e Bem-Estar, organizado pelo LIDE (Grupo de Líderes Empresariais - Grupo João Dória Jr.), que aconteceu recentemente em Campinas, Alfredo aproveitou para dar algumas orientações exclusivas aos leitores do Tempo de Mulher. Para começar, ele faz questão de destacar que não existem alimentos maravilhosos e nem aqueles que são um horror. "O eu diria é que há pontos importantes como, por exemplo, ingerir frutas, grãos, verduras, fibras, peixes, não exagerar na carne etc", explica.

Porém, ele destaca que a única ressalva é abolir totalmente a chamada gordura trans. Esta que é encontrada, por exemplo, em biscoitos, batatas fritas, sorvete, margarina entre outros alimentos industrializados. Ela é um tipo de gordura que se forma a partir de um processo químico chamado hidrogenação e, no qual, óleos vegetais líquidos são transformados em ácido graxo (gordura sólida).

"De todos os tipos de gorduras ela é, de longe, a pior. Isso porque pode causar arterioesclerose, derrame, infarto, e já tem evidências [em macacos] de que elas engordam mais do que as demais gorduras. E outra coisa que está tendo um consumo exagerado e tem de ser combatido é o xarope de milho modificado. Atualmente pode ser encontrado em alguns refrigerantes e sucos justamente porque deixa o sabor mais doce", afirma ele.

Mas ele faz o alerta em relação a isso. "Esse xarope é rico em frutose e glicose, o que pode ocasionar gordura no fígado, subir o ácido úrico, dar resistência à insulina, bem como propiciar diabetes e doenças cardiovasculares". Além disso, ele explica que é difícil identificar esse componente nos rótulos dos produtos, uma vez que a indústria não informa isso de maneira clara. Mas esse xarope pode aparecer também com o nome de 'xarope enriquecido com frutose', 'xarope de glicose' entre outros semelhantes. "Os rótulos são dúbios e açúcar, teoricamente, é a sacarose. O que você ler mais do que açúcar e que seja doce, deve ser o xarope", afirma.

O restante dos alimentos, segundo Alfredo, está liberado! "Uso a dieta dos pontos, que parte desse princípio de que pode tudo, claro, desde que você tenha um peso adequado, pressão e colesterol normais. Caso contrário, não vejo porque acabar com algum alimento ou enaltecê-lo na dieta", explica.

Chocolate

E, sim, Alfredo diz que chocolate amargo faz bem à saúde e você pode consumi-lo sem culpa. "Só não pode comer muito porque aí engorda e isso não é bom. O recomendado é consumir cerca de 30 gramas por dia do chocolate amargo".
Sal

"A indústria e a mídia faz muito 'barulho' em cima do sal também", define ele. Segundo Alfredo, quem tem pressão alta deve ingerir cerca de 6 a 7 gramas por dia de sal. "Quem não tem problemas de saúde, não há porque restringir muito o uso do sal. Lógico que sempre tendo bom senso", finaliza ele.

(Fonte: MSN/Estilo 02/06/2014, por PatriciaGattone, foto: Benê Rodrigues)

Voltar

  Nutrição e Gastronomia
Queijos na Nutrição
  Queijos na Gastronomia

Endereço: Praça Dom José Gaspar n° 30 - 10° Andar - Centro - São Paulo - SP
Tel/Fax: (11) 3259-9213 / 3259-8266 / 3120-6348 - Desenvolvimento: Interpágina