Nutrição e Gastronomia

Queijos protegem os vasos sanguíneos dos efeitos nocivos do sódio

A dieta desempenha um papel importante sobre a saúde cardiovascular. Por exemplo, o aumento do consumo de lácteos está associado a uma diminuição do risco de doença do sistema circulatório e da pressão arterial. Por outro lado, o aumento de sódio na dieta, consumido principalmente como sal, está associado à elevação da pressão arterial e maior risco de problemas e morte de origem cardiovascular.

"Se olharmos para a literatura epidemiológica, as pessoas que comem muito sal tendem a ter mais doenças cardíacas, mas aquelas que comem uma grande quantidade de produtos lácteos tendem a ter melhor saúde cardiovascular do que a média", diz Anna Stanhewicz, da Pennsylvania State University, nos EUA. "Estamos interessados em entender a interação entre essas duas constatações", diz ela.

Em um estudo recente, Stanhewicz e seus colegas examinaram os efeitos do consumo de uma porção de queijo, com alto teor de sódio, e de duas refeições não lácteas, também com alto teor de sódio, na função dos vasos sanguíneos. "O queijo é um alimento rico em sódio, que talvez o seu cardiologista recomende que você evite, mas também é um alimento rico em leite, que pode ser benéfico", diz Stanhewicz. Os resultados sugerem que consumir maior sódio na dieta, proveniente do queijo, pode não ter os mesmos efeitos nocivos sobre a saúde cardiovascular que consumir a mesma quantidade de sódio de fontes não-lácteas.

Os pesquisadores ofereceram aos participantes do experimento uma refeição composta de queijo, "queijo de soja" ou pretzels (salgadinho tipo chips). "Foi importante para nós que o estudo tivesse validade no mundo real, e é por isso que usamos quantidades normais de sódio, que você encontraria em um lanche", diz Stanhewicz. "Se você estivesse assistindo a um jogo de futebol, poderia muito facilmente consumir esse tanto de pretzels em uma sentada", diz ela. Os pesquisadores, então, examinaram os efeitos das refeições sobre o fluxo sanguíneo da pele sob diferentes condições. "A pele foi validada como um modelo para indicar o que aconteceria com outros vasos sanguíneos no corpo", diz Stanhewicz.

O consumo de queijo melhorou a função dos vasos sanguíneos dos participantes, em comparação com o consumo de "queijo de soja" e pretzels. "O que tiramos disso é que algo no próprio lácteo está protegendo os vasos ", diz ela.

Agora, Stanhewicz e seus colegas estão interessados em descobrir os mecanismos por trás dos efeitos protetores do queijo. "A literatura sugere que há uma série de potenciais mecanismos de proteção", afirma Stanhewicz. "Neste estudo, a única coisa que olhamos foram as propriedades antioxidantes", diz ela. Em modelos animais, peptídeos lácteos têm demonstrado reduzir marcadores de inflamação e estresse oxidativo. Alguns dos componentes bioativos dos produtos lácteos também mostraram ter propriedades antioxidantes", diz Stanhewicz.

Fontes:

1. Crichton G.E., Alkerwi A. Dairy food intake is positively associated with cardiovascular health: findings from Observation of Cardiovascular Risk Factors in Luxembourg study. Nutr Res. 2014 Dec;34(12): 1036-44.

2. Markey O., Vasilopoulou D., Givens D.I., Lovegrove J.A. Dairy and cardiovascular health: Friend or foe? Nutr Bull. 2014 Jun;39(2): 161-171.

3. Wang L., Manson J.E., Buring J.E., Lee I.M., Sesso H.D. Dietary intake of dairy products, calcium, and vitamin D and the risk of hypertension in middle-aged and older women. Hypertension. 2008 Apr;51(4): 1073-9.

4. Elliott P., Stamler J., Nichols R., Dyer A.R., Stamler R., Kesteloot H., Marmot M. Intersalt revisited: further analyses of 24-hour sodium excretion and blood pressure within and across populations. Intersalt Cooperative Research Group. BMJ. 1996 May 18;312(7041): 1249-53.

5. O’Donnell M., Mente A., Yusuf S. Sodium intake and cardiovascular health. Circ Res. 2015 Mar 13;116(6): 1046-57.

6. Stanhewicz A.E., Alba B.K., Kenney W.L., Alexander L.M. Dairy cheese consumption ameliorates single-meal sodium-induced cutaneous microvascular dysfunction by reducing ascorbate-sensitive oxidants in healthy older adults. Br J Nutr. 2016 Aug;116(4): 658-65.

7. Jain S.K., Velusamy T., Croad J.L., Rains J.L., Bull R. L-cysteine supplementation lowers blood glucose, glycated hemoglobin, CRP, MCP-1, and oxidative stress and inhibits NF-kappaB activation in the livers of Zucker diabetic rats. Free Radic Biol Med. 2009 Jun 15;46(12): 1633-8.

8. Tsai G.Y., Cui J.Z., Syed H., Xia Z., Ozerdem U., McNeill J.H., Matsubara J.A. Effect of N-acetylcysteine on the early expression of inflammatory markers in the retina and plasma of diabetic rats. Clin Exp Ophthalmol. 2009 Mar;37(2): 223-31.

9. Xia Z., Liu M., Wu Y., Sharma V., Luo T., Ouyang J., McNeill J.H. N-acetylcysteine attenuates TNF-alpha-induced human vascular endothelial cell apoptosis and restores eNOS expression. Eur J Pharmacol. 2006 Nov 21;550(1-3): 134-42.

Voltar

  Nutrição e Gastronomia
Queijos na Nutrição
  Queijos na Gastronomia

Endereço: Praça Dom José Gaspar n° 30 - 10° Andar - Centro - São Paulo - SP
Tel/Fax: (11) 3259-9213 / 3259-8266 / 3120-6348 - Desenvolvimento: Interpágina